Você está aqui: Página Inicial > Outras Notícias > 2012 > Dezembro > TRF1 cria Biblioteca Depositária para preservar memória

TRF1 cria Biblioteca Depositária para preservar memória

publicado 10/12/2009 14h15, última modificação 11/06/2015 17h11
A Biblioteca Depositária tem a missão de assegurar a coleta, a guarda e a difusão da produção intelectual do TRF1

 O Tribunal Regional Federal da 1.ª Região publicou portaria e regulamento, na última sexta-feira (04), que criam a Biblioteca Depositária do TRF/ 1.ª.

A iniciativa da Divisão de Biblioteca e Acervo Documental (Dibib), com apoio da Coordenadoria de Jurisprudência e Documentação, tem por objetivo assegurar a coleta, a guarda e a difusão da produção intelectual do TRF/ 1.ª. A idéia visa garantir a preservação e formação da Coleção Memória Institucional do Tribunal.

“Essas obras representam a herança cultural do TRF/ 1.ª” – explica Márcia Mazo Santos de Miranda, diretora da Dibib –, o que, em geral, é abrigado na biblioteca da instituição.

Para efeito de Biblioteca Depositária, considera-se publicação não só a obra impressa, mas também a registrada em qualquer suporte físico, resultante de processo de produção destinado à venda ou à distribuição gratuita. Os principais tipos são: monografias (livros, folhetos, publicações oficiais, atas, relatórios técnicos); periódicos; publicações em fascículos; CDs, DVDs e fitas de vídeo.

“A consciência do Judiciário quanto à importância da preservação da memória social e institucional fica evidenciada na existência e atuação, dentro do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, de unidades organizacionais voltadas para as atividades de resgate, preservação, estudos e difusão deste conhecimento, como a Coordenadoria de Jurisprudência e Documentação, que tem desenvolvido a gestão e a pesquisa inerente à memória do Tribunal, permitindo acesso à informação, contribuindo para consolidar o Judiciário como importante fonte de conhecimento histórico, social e cultural”, enfatiza Márcia.

www.trf1.jus.br