Você está aqui: Página Inicial > Outras Notícias > 2011 > Dezembro > Revista acadêmica da JFRJ obtém conceito B4 na Capes

Revista acadêmica da JFRJ obtém conceito B4 na Capes

publicado 13/12/2011 15h00, última modificação 11/06/2015 17h12

A Revista da SJRJ obteve conceito B4 na avaliação preliminar do Programa Qualis, desenvolvido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O trabalho da comissão avaliadora na área do Direito foi concluído em outubro. O resultado definitivo será disponibilizado no sistema WebQualis (qualis.capes.gov.Br) em breve.

Sob coordenação da juíza federal Fernanda Duarte (03VFEF), professora adjunta da Universidade Federal Fluminense, a Revista da SJRJ começou a ser editada em 2003, com o objetivo de se tornar cada vez mais um veículo de divulgação acadêmica. As edições, com acesso livre gratuito a todos os artigos, estão disponíveis em http://www.jfrj.jus.br/revistasjrj.

Até 17/2/2012, também por esta página, podem ser submetidos artigos e resenhas sobre Execução Fiscal, Direito Tributário e Financeiro para o próximo número da revista. A publicação recebe permanentemente artigos de todas as áreas do Direito e interdisciplinares.
 
Classificação

O Programa Qualis classifica a qualidade dos periódicos acadêmicos nacionais e internacionais, de todas as áreas do conhecimento. Os avaliadores consideram dados como a titulação dos autores e avaliadores, a relevância da temática, o caráter inovador e o potencial de impacto da publicação. Os periódicos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade – A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5 e C.

A publicação de um artigo em uma revista com bom conceito na Capes conta pontos para o currículo do autor e para a universidade ao qual ele está vinculado, especialmente os programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado).

 A Revista da SJRJ tinha o conceito C, sem peso acadêmico, atribuído somente à versão impressa em 2008 – data da última avaliação. Para obter a reclassificação, além de todos os ajustes editoriais, que seguem rigorosamente normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), houve o cuidado em atender às exigências, definidas pela Capes, relativas a autores e avaliadores.

Desde junho de 2010, a revista funciona via Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER/Ibict), o sistema mais aceito e recomendado para periódicos acadêmicos. A reclassificação preliminar contemplou as duas versões da revista, impressa e eletrônica, que têm números ISSN próprios.

 Com tiragem de 750 exemplares e periodicidade quadrimestral, a Revista da SJRJ é distribuída para bibliotecas de cursos de pós-graduação em Direito em todo o país, além das bibliotecas dos tribunais superiores e do Congresso dos EUA.

Fonte: Ascom - JFRJ