Implantação do Processo Judicial Eletrônico da JF - PJe
Identificação do Projeto

Nome: Implantação do Processo Judicial Eletrônico da JF - PJe

Data do início : 01/01/2015

Gestor do Projeto : Juiz Federal Marcelo Albernaz

Processo Administrativo: CJF-ADM-2013/00005

Participantes : image

Gerente do Projeto: Edimilson Cavalcante de Oliveira (CJF)

Valor Planejado : R$ 23.417.478,00

Valor Executado : R$ 8.019.988,51 (até 06/08/2018)

Implementação:
91%
Acompanhamento:
Objetivo do Projeto

Implantar o PJe no Conselho e na Justiça Federal de primeiro e segundo graus. Racionalizar o uso dos recursos orçamentários destinados às despesas com os sistemas processuais informatizados existentes.


Processo Judicial Eletrônico da JF - Pje

Principais Marcos

Julho de 2018

PJe: Justiça Federal da 1ª Região atualiza para versão 2.0 em agosto

O Processo Judicial Eletrônico (PJe) em funcionamento na Justiça Federal da 1ª Região passará por significativa mudança a partir do mês de agosto, quando será atualizado para a versão 2.0. O objetivo da alteração é proporcionar aos usuários melhorias no acesso e oferecer novas ferramentas de uso.


Link para acessar a notícia completa



Maio de 2018

TRF3 Lança ferramente para emissão de relatórios gerenciais do PJe


Desenvolvida por servidores do Tribunal, ferramenta é exclusiva da Justiça Federal da 3ª Região e já estará disponível a partir da próxima quarta-feira (30) Com o objetivo de aprimorar as funcionalidades do Processo Judicial Eletrônico (PJe), o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) irá disponibilizar aos usuários, a partir da próxima quarta-feira (30/5), uma nova ferramenta para emissão de relatório gerenciais do sistema.


Link para acessar a notícia completa
Maio de 2018

CJF promove curso de capacitação no Processo Judicial Eletrônico

O Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal (CEJ/CJF) promove, até nesta quarta-feira (23), o Treinamento em Banco de Dados e Infraestrutura para o Sistema Processo Judicial Eletrônico - PJe - Versão 2.X. O objetivo da capacitação, realizada na sede do CJF, em Brasília (DF), desde segunda (21), é treinar os técnicos da área de infraestrutura para configurar, operar e otimizar banco de dados aplicados à versão PJe 2.0. Inscreveram-se para a atividade 28 servidores dos Tribunais Regionais Federais das 1ª, 3ª e 5ª Regiões, que acompanham o treinamento ministrado pelo analista judiciário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Marcelo de Campos. Com um total de 24 horas/aula, o conteúdo programático abrange tanto os softwares requeridos, quanto as configurações básicas, além das certificações do PJe. “Houve uma mudança muito grande com a versão 2.0 e isso enseja o treinamento do pessoal de infraestrutura. Estamos efetivamente agora incentivando todos os tribunais a mudarem para esta versão. O instrutor do CNJ ressaltou que o apoio do CJF para a promoção do treinamento aos servidores dos TRFs é um facilitador essencial, garantindo o contato direto mais pessoal com os tribunais que ficam distantes. “Trazê-los para cá e conseguir uniformizar procedimentos, conversar, discutir e trocar ideias não têm preço”. Vindo de Recife juntamente com a equipe do Tribunal Regional Federal da 5ª Região para o curso, o servidor Arnaldo Pereira contou que o PJe 2.0 será instalado no órgão a partir de setembro deste ano. “Então estou com a equipe de infraestrutura aqui para que possamos aprender e garantir o sucesso do processo”, relatou. Já Ricardo Leite, do TRF1, disse que decidiu participar do treinamento para que possa fazer um trabalho com o menor impacto possível para o usuário do PJe 2.0. “Estamos compartilhando informações entre os tribunais e isso também é muito importante”, complementou o servidor.





Maio de 2018

Central de Conciliação de São Paulo realiza em um dia mais de R$ 670 mil em acordos via PJe


A Central de Conciliação da Subseção Judiciária de São Paulo (Cecon-SP) realizou, no dia 10 de maio de 2018, audiências de conciliação no ambiente do sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJe) que geraram acordos no total de R$ 671.305,78. Os acordos se referem à recuperação de créditos de autarquias e fundações públicas federais que estão sob responsabilidade da Procuradoria-Geral Federal (PGF), órgão da Advocacia-Geral da União (AGU).


Link para acessar a notícia completa
Abril de 2018

Pesquisa Sistemas Judiciais Eletrônicos da Justiça Federal

Na reunião do Comitê Gestor do PJe, foi comunicado que a Corregedoria-Geral irá realizar pesquisa sobre os sistemas judiciais eletrônicos utilizados na Justiça Federal. A pesquisa tem como principal objetivo obter a opinião de magistrados, servidores, advogados e membros de órgãos públicos a respeito das estratégias de implantação dos sistemas processuais, funcionalidades e usabilidade, além colher sugestões para a melhoria dos sistemas avaliados.





Fevereiro de 2018

Reunião do Comitê Gestor do PJe



Junho de 2017

Primeiro encontro presencial do grupo de desenvolvedores do Processo Judicial Eletrônico-PJe

Durante uma semana, 13 servidores dos tribunais regionais federais e do CJF, entre desenvolvedores, equipe de apoio e de suporte negocial, focaram esforços na resolução de defeitos encontrados na versão do PJe 1.7x.

A reunião aconteceu entre os dias 29 de maio e 2 de junho no Conselho da Justiça Federal, em Brasília –DF. Esse foi o primeiro encontro presencial de desenvolvedores da Justiça Federal do Processo Judicial Eletrônico-PJe.

Os técnicos se afastaram da rotina de seus tribunais para se dedicar em tempo integral à correção de disfunções do PJe. As soluções, após validação pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ, serão aplicadas a toda justiça brasileira que utiliza o sistema. Ao final do trabalho, foram corrigidos oito problemas entre aqueles priorizados pela Comissão Técnica de Negócio, além da preparação do ambiente de testes da versão 2.0 para o TRF2.





Novembro de 2017

Reunião do Comitê Gestor do PJe





Junho de 2017

Primeiro encontro presencial do grupo de desenvolvedores do Processo Judicial Eletrônico-PJe

Durante uma semana, 13 servidores dos tribunais regionais federais e do CJF, entre desenvolvedores, equipe de apoio e de suporte negocial, focaram esforços na resolução de defeitos encontrados na versão do PJe 1.7x.

A reunião aconteceu entre os dias 29 de maio e 2 de junho no Conselho da Justiça Federal, em Brasília –DF. Esse foi o primeiro encontro presencial de desenvolvedores da Justiça Federal do Processo Judicial Eletrônico-PJe.

Os técnicos se afastaram da rotina de seus tribunais para se dedicar em tempo integral à correção de disfunções do PJe. As soluções, após validação pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ, serão aplicadas a toda justiça brasileira que utiliza o sistema. Ao final do trabalho, foram corrigidos oito problemas entre aqueles priorizados pela Comissão Técnica de Negócio, além da preparação do ambiente de testes da versão 2.0 para o TRF2.





Junho de 2017

Implantação do PJe no 2º Grau da 5ª Região

Março de 2017

Equipes de TI dos TRFs participam de curso de imersão do PJe

O Conselho da Justiça Federal (CJF) realizou, de 27 de março a 7 de abril, um curso de imersão no Processo Judicial Eletrônico (PJe), com o objetivo de treinar as equipes de desenvolvedores da área de Tecnologia da Informação dos Tribunais Regionais Federais (TRFs), que atuarão nas demandas do sistema. Os instrutores da atividade foram os servidores Jones Melo Filho e Glaucio Southier, da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do CJF. Segundo o secretário da STI, André Chiaratto, o curso faz parte de um conjunto de ações com vistas a formar um grupo de trabalho na Justiça Federal para sustentar de forma colaborativa o sistema PJe, sob a coordenação do Conselho, conforme previsto na Portaria da Corregedoria-Geral nº 4/2017.

Janeiro de 2017

Treinamento da equipe de desenvolvedores do PJE

Os tribunais regionais federais da 1ª e 5ª Região sediaram no mês de janeiro os treinamentos de desenvolvedores na versão 1.7x e 2.0, respectivamente, do Processo Judicial Eletrônico (PJe). As capacitações foram destinadas aos profissionais da área de Tecnologia da Informação do Conselho da Justiça Federal (CJF) e dos tribunais regionais federais (TRFs) da 1ª, 2ª, 3ª e 5ª Região, onde o PJe está em fase de implantação.

 

04 de Agosto de 2016

Reunião presencial do Comitê Gestor do PJe-JF



 

 

 

 

 
Agosto de 2016

Aprovado o Caderno PJe




17 de Agosto de 2015

Reunião para discussão e detalhamento do Plano do Projeto





01 de Janeiro 2015

Início do Projeto

 
Justificativa

Atendimento da Resolução CJF-RES-2012/00202, de 29 de agosto de 2012, que dispõe que a prática dos atos processuais no âmbito do conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus será realizada por intermédio do PJe. Atendimento da Resolução CNJ 185, de 18 de dezembro de 2013, que institui o PJe como sistema informatizado de processo judicial no âmbito do Poder Judiciário e determina que os Tribunais instituam comitês gestores do PJe no âmbito de suas jurisdições. O PJe pretende ser um sistema de processo judicial eletrônico capaz de permitir a prática de atos processuais pelos magistrados, servidores e demais participantes da relação processual diretamente no sistema, assim como o acompanhamento desse processo judicial. Além desse grande objetivo, concorre a necessidade de fazer convergir os esforços dos tribunais brasileiros para a adoção de uma solução única, gratuita para os próprios tribunais e atenta para requisitos importantes de segurança e de interoperabilidade, racionalizando gastos com elaboração e aquisição de softwares e permitindo o emprego desses valores financeiros e de pessoal em atividades mais dirigidas à finalidade do Judiciário: resolver os conflitos.

Escopo do Projeto

Regulamentação do sistema Processo Judicial Eletrônico (PJe) único para o CJF e a Justiça Federal de primeiro e segundo graus; Formação de equipes para a implantação do PJe; Capacitação de magistrados, servidores e usuários finais para utilização do PJe; Treinamento para as equipes que prestarão suporte técnico ao desenvolvimento e sustentação do PJe (TI e área de negócio);

  • Implantação na 1ª Região
  • Implantação na 3ª Região
  • Implantação na 5ª Região
    Infraestrutura de apoio à implantação e funcionamento do PJe; Estrutura de atendimento aos usuários do PJe; Desenvolvimento de programas de capacitação de técnicos e usuários; Regulamentação da sustentação do sistema com a participação dos órgãos da Justiça Federal; Contratações necessárias para sustentação do sistema (suporte aos usuários, fábrica de software, etc.). Criação de estrutura administrativa de negócio e de TI para dar suporte ao sistema.

  • Não-Escopo do Projeto

  • O projeto não se propõe a desenvolver sistemas ou ferramentas específicas que não estejam vinculados ao projeto.
  • Adoção de versão específica para a Justiça Federal, diferente de versão nacional adotada pelo CNJ.

  • 2015 © Conselho de Justiça Federal - Secretaria de Estratégia e Governança - observatorio@cjf.jus.br